Curiosidades

Privacidade na Internet: Como nossos dados são coletados?

Você já deve ter ficado intrigado com alguma propaganda que apareceu nas suas redes sociais que coincidentemente era de um produto que você tinha muito interesse em adquirir naquele momento. Mas será que isso realmente não passa de uma coincidência? 

Atualmente, a coleta de dados pessoais na internet está tomando proporções gigantescas e, muitas vezes, não temos conhecimento das consequências disso, visto que dados como nome, apelido, localização, histórico de navegação, informações sobre renda, endereço de IP, e-mail, entre outros detalhes podem dizer muito mais sobre você do que você imagina.

A coleta de dados é algo muito utilizado na atualidade, dado que as atividades realizadas de forma online aumentam a todo momento, e isso é muito presente principalmente na indústria de marketing, posto que saber os hábitos do consumidor e o que ele tem interesse naquele momento lhes dá muita vantagem para o oferecimento do seu produto. Isso é notável nos anúncios que encontramos diariamente nas redes sociais, que sempre são relacionados a algo que você demonstrou interesse em algum momento, seja por uma busca na internet, por um clique em uma matéria, um vídeo assistido, entre outras opções. Por exemplo, basta procurar por uma loja online de roupas que instantaneamente em suas redes sociais vão aparecer diversas propagandas de roupas. Mas como essas informações são adquiridas? 

O principal meio de coleta de dados é através de cookies, visto que a cada vez que navegamos na web é baixada uma série arquivos que são responsáveis por coletar informações sobre nossa atividade online e enviar ao proprietário da página, como por exemplo o tempo que acessamos determinado site, quais são as áreas que você tem interesse, que tipo de sites você costuma visitar, entre outras informações. Sendo assim, nos tornamos um produto, uma vez que fornecemos detalhes de nossa atividade online e até mesmo dados pessoais em troca de informações. 

Um exemplo de que essa coleta pode ocasionar grandes consequências foi a campanha eleitoral norte-americana em 2016, na qual a empresa Cambridge Analytica utilizou ilegalmente os dados de 87 milhões de usuários do Facebook para influenciar as eleições de 2016 nos Estados Unidos. Isso aconteceu a partir de algoritmos que podiam aprender determinados padrões de comportamento e a partir daí influenciar as escolhas dos usuários.

O documentário “O dilema das Redes” mostra com detalhes como essa coleta de dados acontece e como as plataformas utilizam essas informações para criar um sistema de manipulação e de lucro por parte das empresas, além de nos mostrar como a sociedade fica vulnerável diante dessa situação.

Sendo assim, é necessário ficar atento às informações e dados que oferecemos a determinados sites que visitamos na web, pois é através delas que podemos ser facilmente manipulados sem nem perceber.

 

Postagem escrita pela voluntária do Capítulo Beatriz Barros.