Curiosidades

Sistemas Cyber-Físicos: A tecnologia que une o mundo real ao virtual

É perceptível a grande evolução tecnológica que, ao decorrer dos últimos anos, vêm ficando mais recorrentes gradativamente, no mundo todo. E com os Sistemas Cyber-Físicos, não está sendo diferente! Os Sistemas Cyber-Físicos ou CPS, como também é chamado (na sigla em inglês para Cyber-Physical Systems), estão ganhando a cada dia mais espaço, principalmente, no meio industrial.

Os CPS podem ser caracterizados como um sistema composto por elementos computacionais, que envolvem computação, comunicação e controle, em redes. Por meio desses softwares, controla-se a parte mecânica e eletrônica das máquinas, além de que, as empresas têm a oportunidade de representar a realidade do mundo físico (máquinas) em ambientes digitais (softwares). Na prática, os sistemas cyber-físicos atuam por intermédio de sensores que geram dados para o funcionamento da empresa em si, como por exemplo calcular e identificar o volume de produção de algum setor, para determinar quanto de maquinário ligado é necessário para dados níveis de produção. Enfatizando, é claro, que para ocorrer todo esse processo, é necessário testes para comprovar, que de fato, o sistema é confiável e seguro. 

No momento, as áreas que estão sendo beneficiadas desse sistema inovador, são as que envolvem grandes infraestruturas e operações custosas, assim como a indústria de óleo e gás, geração de energia elétrica (usinas, barragens, aerogeradores, solar, etc), distribuição (linhas de transmissão), aviação, mecânica, etc. Porém, nem tudo se resume a indústrias exorbitantes e manuseios de máquinas de grande porte, exemplo de sistema CPS usado como algo comum no cotidiano popular, é o aplicativo de GPS, o Waze.

O GPS Waze é um sistema cyber-físico contendo um mapa virtual equivalente ao real, possibilitando ao usuário enxergar o tráfego desejado, assim como lombadas eletrônicas, blitzes e até mesmo acidentes. Quando tudo isso é lido pelo aplicativo, ele converte as informações do mundo real para o virtual, mandando a sua leitura em segundos para quem está usando-o. Assim, gerando um outro tipo de base para novas análises, formando um ciclo: envio, processamento, recebimento e decisão, e em caso de atualizações, há a transformação do conteúdo e assim, o ciclo se reinicia a cada aplicação.

Esse sistema, por mais que algumas pessoas não o conheçam, ele está presente em muitas áreas, assim como citado acima, está no meio industrial e no trânsito. E além desses, podemos vê-los na área de automação residencial para reduzir o consumo de energia e aumentar a segurança. E na saúde, usado em marca-passos, chips implantados, pesquisas sobre neurociência e robótica.

Então, se até na robótica, temos exemplos de Sistemas Cyber-Físicos,você está esperando o que para dar uma conferida no nosso Capítulo Estudantil IEEE RAS UFCG? Quem sabe você não é um dos nossos voluntários que pode desenvolver um sistema igual ou até mais inteligente que o CPS. 

 

Postagem escrita pela voluntária Emilly Cristine.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *