Informação

Hiperautomação: Uma Hiper ideia para a Automação

Apontada pelo Gartner Report como a tendência tecnológica estratégica número 1, a hiperautomação é a automação de ponta a ponta que utiliza uma grande diversidade de tecnologias e é uma realidade crescente em diversos setores na atualidade.

A hiperautomação surgiu diante da necessidade de utilização das evoluções tecnológicas para facilitar processos e atividades dentro de empresas e corporações. Essas organizações começaram a expandir o uso da automação para aplicações mais complexas, assim, foi preciso combinar diversas tecnologias para que essas máquinas aproximassem suas habilidades das capacidades humanas.

Essa tendência parte da premissa de que apenas uma ferramenta isolada não é capaz de substituir as capacidades humanas e assim não é capaz de realizar todo um processo complexo por si só. No entanto, ao combinar ferramentas como  RPA (Robotic Process Automation), IA (Inteligência Artificial) e iBPMS (Intelligente Business Management) isso torna-se possível e as máquinas envolvem-se em questões relacionadas ao aprendizado e a tomada de decisões.

De acordo com o gartner report, as bases da hiperautomação são o RPA, que auxilia na automatização de tarefas, o iBPMS focado na automatização dos processos, DigitalOps  para ter uma base de negócios digital, APIs para o processamento de eventos, Chatbots e assistentes virtuais para a conversação fluida com as máquinas; Inteligência Artificial e Machine Learning focando no aprendizado e tomada de decisão. No entanto, para uma empresa ser considerada como hiperautomatizada é necessário que todo o processo seja automatizado de ponta a ponta e com a utilização de todas essas ferramentas combinadas e não de forma isolada.

Entre os diversos benefícios trazidos pela hiperautomação estão a aceleração do trabalho complexo, a implantação de trabalhadores digitais que além de garantir uma grande produtividade, visto que é possível explorar todo o potencial produtivo da organização com o máximo de eficiência e eficácia ainda permite à empresa projetar o seu negócio para o futuro.

 

Postagem escrita pela voluntária do Capítulo Beatriz Barros.