Informação

Sistemas de Supervisão e Aquisição de Dados

SCADA deriva da nomenclatura inglesa Supervisory Control and Data Acquisition, que pode ser traduzido para o português como Sistemas de Supervisão e Aquisição de Dados. Esse é um tópico bem recente e que tem trazido grandes avanços para o setor da automação industrial. Então, vamos conhecer um pouco melhor sobre essa metodologia?

Em essência, SCADA consiste na utilização de sistemas de controle que monitoram equipamentos industriais em tempo real, utilizando desses dados monitorados tanto para registro, onde eles são armazenados, como também para ações de controle, onda há a atuação direta no sistema. Os dados armazenados são bastante úteis para relatórios e análise de melhorias, como aumentar o controle de qualidade por exemplo. Já a ação de controle  em si age na parte de automação do sistema.

Não só limitado a isso, mas a proposta do SCADA de observar os valores dos parâmetros que estão sendo medidos oferece muitas outras vantagens. Além do controle de qualidade que já foi mencionado, essa metodologia pode também reduzir custos operacionais, oferecer um maior desempenho de produção e até mesmo facilitar a experiência operacional.

Com  auxílio da mineração de dados, toda a informação monitorada que foi armazenada é de grande utilidade. Somada a inteligência artificial, essa análise pode fornecer grandiosas perspectivas, parâmetros mais refinados para melhorias e também premeditar possíveis problemas que venham a ocorrer nos equipamentos.

E com a ação de controle, não há a necessidade inteiramente direta de uma pessoa para operar o sistema. Levando em consideração que todo o conjunto terá autonomia suficiente para se ajustar à uma determinada referência com base nos dados monitorados, a interferência humana se faz necessária de forma bastante pontual. Sendo ainda mais facilitada pela utilização de interfaces gráficas, que simplificam a operação dos equipamentos por parte dos funcionários.

Dessa maneira, com o crescente avanço da tecnologia nas últimas décadas, diversas são as possibilidades. Entre malhas analógicas e digitais, componentes de medição e de instrumentação acoplados a computadores, sensores com altos níveis de precisão, comunicação sem fio entre dispositivos e interfaces computacionais e gráficas de alta performance, a metodologia de SCADA tem se tornado cada vez mais robusta e promissora.

 

Postagem escrita pelo webmaster do Capítulo Matheus Cardoso.