RASenha

RASenha #1 – The Great Hack (documentário)

O documentário The Great Hack (em português: Privacidade Hackeada), lançado no dia 24 de julho de 2019, narra o escândalo da Cambridge Analytica, que veio à tona graças às denúncias feitas por Christopher Wylie e Brittany Kaiser. Privacidade Hackeada vem para nos mostrar como os nossos dados podem ser usados para nos manipular e para moldar a nossa maneira de pensar, como um “hack mental”.

The Great Hack não só expõe esse escândalo, ele vai muito além com uma verdade cruel e complexa, narrando a história de uma sociedade que, por viver em uma ilusão de um mundo conectado, entregou seus dados pessoais a empresas de tecnologias que os exploram em negócios multimilionários. E é nessa “realidade filtrada”, por assim dizer, que nos é entregue uma verdade cruel, a de que somos constantemente manipulados e que o nosso livre arbítrio foi hackeado.

A empresa Cambridge Analytica é descrita pelo seu ex-CEO, Alexander Nix, em um vídeo de apresentação de vendas mostrado no documentário como uma “empresa de comunicação orientada por dados”. Entretanto, como foi exposto por seus ex funcionários, esse não era o foco principal da empresa, que fazia uso desses dados — de usuários do Facebook —, sem o conhecimento deles, almejando categorizá-los a fim de, assim, oferecer maneiras mais fáceis de alcançá-los e manipulá-los.

É nesse contexto que entra Christopher Wylie e Brittany Kaiser, ex funcionários da empresa. Christopher Wylie era um cientista de dados que ajudou a montar a Cambridge e com a ajuda de Aleksandr Kogan, conhecido como “Dr.Espectro”, eles encontraram uma maneira de colher os dados dos usuários do Facebook através de um “teste de personalidade”. A outra informante, Brittany Kaiser, foi de fundamental importância na obra, colaborando com os investigadores, além de fornecer mais evidências. Kaiser, apresentada como uma das protagonista do documentário, expõe como ela e a sua equipe criaram diversos “conteúdos personalizados” para, em suas palavras, “acionar esses indivíduos”, manipulando principalmente a eleição estadunidense e diversas outras campanhas políticas do mundo.

Por fim, The Great Hack, além de ser um famoso “tapa na cara” da sociedade, nos deixa com um questionamento em mente: “Será que estou sendo manipulado?!”. E essa é a grande sacada desse documentário, o que nos leva a questionar as informações dessa realidade filtrada em que estamos inseridos.

 

Postagem escrita pelo voluntário do Capítulo Gabriel Lacerda.