Curiosidades

Um Pouco Sobre a Linguagem de Programação C

Aproveitando o ensejo do minicurso de C++ oferecido pela IEEE RAS UFCG que começa hoje a noite (02/07), que tal conhecer um pouco mais sobre a linguagem de programação C, suas variações e modificações, assim como um pouco de sua história e curiosidades.

A linguagem C

Essa linguagem, bastante popular e diversificada no contexto atual, surgiu em 1972 pelas mãos do estadunidense Dennis Ritchie. Seu objetivo inicial era o desenvolvimento de sistemas operacionais e compiladores. Então, após conclusão de um nova versão do sistema operacional Unix, anteriormente produzido em ASSEMBLY, a linguagem C se tornou cada vez mais conhecida. Sua popularidade também aumentou bastante após o lançamento do livro The C Programming Language por Kernigham & Ritchie em 1978.

A linguagem C é considerada como uma linguagem de propósito geral. Isto é, ela oferece a flexibilidade necessária para implementar qualquer tipo de projeto. De acordo com as necessidades impostas, o programador detém de controle total por parte da linguagem para adaptá-la às demandas do projeto em questão.

A linguagem C++

Já por volta da década de 1980, o dinamarquês Bjarne Stroustrup deu início ao que hoje conhecemos como C++. Essa nova linguagem de programação trouxe vantagens em relação à anterior, justamente porque surgiu da necessidade de corrigir algumas das limitações da linguagem C. Iniciando o processo com a inserção de classes, o produto final desse projeto se tornou uma linguagem com suporte total à Programação Orientada a Objetos (POO).

Desse modo, por meio das possibilidades oferecidas pela POO, que busca aproximar o mundo digital do mundo real, a linguagem C++ também se tornou bastante difundida. Inclusive, há diversos programas bastante conhecidos que utilizam, pelo menos parcialmente, a linguagem de programação C++, entre eles: Adobe Photoshop, Mozilla Firefox e Microsoft Windows.

A linguagem C#

Também é válido mencionar a linguagem C#. Essa surgiu ao final da década de 1990, quando o dinamarquês Anders Hejlsberg, sob orientação da Microsoft, recebeu a missão de criar uma linguagem cujo objetivo era  criar soluções executáveis sobre a plataforma .NET Framework, com foco no desenvolvimento de aplicativos.

Dessa maneira, apesar da linguagem C++ também permitir o desenvolvimento de softwares e até mesmo de jogos, o C# veio com uma proposta mais específica e capaz de realizar tal de forma consideravelmente mais objetiva. Ou seja, de modo geral, em vez de criar projetos para dispositivos eletrônicos específicos, o programador poderia simplesmente criar projetos para a plataforma .NET Framework.

Conclusões

Ainda que C# seja baseada em C++ e que C++ seja baseado em C, elas se mostram bastante diferentes entre si. Todas são linguagens de programação diferentes umas das outras, com vantagens e desvantagens que destoam de acordo com as necessidades de cada projeto. Dessa forma, se o objetivo for um programa mais procedural, C atenderá muito bem às suas expectativas. Mas se POO for uma necessidade, vá de C++ sem medo nenhum. Ou ainda, se você almeja a criação de aplicativos mobile, experimente o C#. Afinal, todas ainda são bastante influentes e fortes no mercado atual.

 

Postagem escrita pelo webmaster do Capítulo Matheus Cardoso.